quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Os limites da realidade


Certamente o filme recentemente lançado, Lucy, irá instigar muitos com relação aos limites da nossa conhecida realidade, a dimensão do tempo, percepção interdimensional, e outros.  (Gostaría de avisar no entanto que o filme, como grande parte de mídia está repleto de 'endoutrinação luciferiana', caso assita o filme lembre-se "Examinai tudo. Retende o bem." Tes.5:21.)



No filme, Lucy, a personagem principal, com o estimulo de uma overdose de uma super droga, começa a ativar a atividade cerebral dela além dos usuais 10% que costumamos utilizar.
Como resultado disso, ela passa a ter percepção e poder de interferência sobre outras ‘realidades’ e ‘dimensões’. À medida que ela passa a obter maior conhecimento e o cérebro dela começa a ‘despertar’, o corpo dela passa a desprezar a forma ‘mortal’ e começa a buscar a ‘imortalidade’. 

Algumas perguntas que podem surgir com este filme são: Porque usamos apenas uma pequeníssima parte do nosso cérebro? Será que o nosso cérebro originalmente possuía a capacidade de interagir com outras realidades e outras dimensões? Nossa forma original como humanos possuía uma característica mortal ou eterna? Existem outras realidades além das perceptíveis? Pertencemos à dimensão do ‘eterno’?

 



Segue uma compilação de textos do engenheiro, autor e professor da Bíblia, Chuck Missler, que aborda algumas destas questões metafísicas, trazendo algumas sugestões de respostas a estas perguntas.   

NOSSA REALIDADE FINITA

A surpreendente descoberta da ciência moderna é que o nosso universo físico é realmente finito. Os cientistas agora reconhecem que o universo teve um começo. Eles chamam a singularidade no qual tudo começou de "Big Bang".

Embora os detalhes entre as muitas variações destas teorias permaneçam bastante controversos, o fato de que houve um começo ganhou amplo acordo. Isto é, claro, o que a Bíblia tem mantido ao longo de seus 66 livros.

A partir de considerações termodinâmicas, parece também que todos os processos no universo contribuem inevitavelmente as perdas de suas ineficiências para a temperatura ambiente e, assim, o universo acabará por atingir uma temperatura uniforme. Os cientistas chamam esse destino físico final da "morte térmica do universo".

A humanidade, portanto, encontra-se travada no intervalo finito entre a singularidade que começou tudo isso e uma terminação finita. O conceito matemático de infinito - em qualquer direção espacial ou em termos de tempo - parece surpreendentemente ausente no macrocosmo físico, o domínio dos astrônomos e cosmólogos.

FÍSICA QUÂNTICA

No domínio microscópico, também parece haver um limite ainda mais surpreendente a “pequenez”. 

A surpreendente descoberta feita pelos físicos quânticos é que se você quebrar a matéria em pedaços cada vez menores que, eventualmente, chegar a um ponto onde essas peças - elétrons, prótons, et al. - Já não possuem as características dos objetos. Embora às vezes eles possam se comportar como se fossem uma partícula compacta, os físicos descobriram que eles literalmente não possuem dimensão

Outra descoberta perturbadora dos físicos é que uma partícula subatômica, como um elétron, pode se manifestar tanto como uma partícula ou uma onda. Também pode dissolver-se em uma nuvem borrada de energia e comportar-se como se fosse uma onda espalhada sobre o espaço. Quando um elétron se manifesta como uma onda, ele pode fazer coisas que nenhuma partícula pode.

O que os torna ainda mais surpreendente é que há provas convincentes de que a única vez que elas se manifestam como partículas é quando estamos olhando para eles.

O físico dinamarquês Niels Bohr observou que se as partículas subatômicas só passam a existir na presença de um observador, então também não tem sentido falar de propriedades de uma partícula e características existentes antes de serem observados.

Qualquer pessoa que não fique chocado com a física quântica não a compreendeu. - Niels Bohr 
E fica ainda pior. Alguns processos subatómicas resultam na criação de um 'par' de partículas com propriedades idênticas ou estreitamente relacionadas. Tal comportamento estranho implicaria que as partículas que estão interligados de alguma forma, de modo a ter comunicação instantanea umas com os outras.

A mesma coisa acontece com a massa, energia e até mesmo o tempo. Há uma unidade de tempo, que não pode ser subdividido: 10-43 segundos. É neste estranho mundo de comportamento subatômico que os cientistas agora encontraram os próprios limites da realidade física, como nós o experimentamos. O estudo desses componentes subatômicas é chamada mecânica quântica, ou a física quântica.  




A NATUREZA DO TEMPO

Uma das ideias mais úteis de física moderna vem das ideias do Dr. Albert Einstein: a ideia de que o próprio tempo é uma propriedade física, e que, também, não é uniforme, nem absoluta, nem linear; que o tempo varia com a massa, e aceleração da gravidade.

A percepção de que o tempo é uma propriedade física também facilita a nossa relação com o paradoxo aparente de predestinação versus livre arbítrio, que foi motivo de tropeço para filósofos por séculos. Nós temos sim "livre-arbítrio." No entanto, Deus está fora das restrições do nosso domínio do tempo, e ele (sozinho) tem a capacidade de "ver o fim desde o começo." Ele conhece nossas escolhas com antecedência. Isto parece ser um paradoxo apenas quando visto de dentro do domínio do tempo. Ele está fora de tais restrições. Aliás, lembremos que até mesmo o tempo é composto de unidades indivisíveis: não há tempo mais curto do que 10-43 segundos, a mínima unidade de tempo "Planck".

Foi Einstein quem compreendeu que não vivemos apenas em nossas três dimensões familiares; vivemos em (pelo menos) quatro: três dimensões espaciais mais o tempo. (Os quais o apóstolo Paulo enumera em sua carta aos Efésios 3!)

HIPERESPAÇOS

O antigo acadêmico hebreu Nachmonides, no século 12, chegou a conclusão através de seus estudos sobre o texto de Gênesis de que o universo tem dez dimensões: sendo quatro delas ‘conhecíveis’ e seis estão além do nosso conhecimento ou percepção.

Os físicos de partículas hoje também concluíram que vivemos em dez dimensões. Três dimensões espaciais e o tempo que são diretamente perceptíveis e mensuráveis. Os seis restantes estão "enrolados" em menos do que o comprimento de Planck (10-33 centímetros) e, portanto, são apenas inferidos por meios indiretos.

Alguns físicos acreditam que pode haver até 26 dimensões. Dez e vinte e seis emergem das matemáticas associadas à teoria das supercordas, o candidato atual, na busca de uma teoria que possa integrar inteiramente todas as forças conhecidas no universo.

O estudo destas outras dimensões, além das três com as quais estamos familiares são chamados de "hiperespaços." Muitas das questões mais avançadas em física quântica, assim como muitos dos encontros que encontramos no texto bíblico envolve um estudo de hiperespaços. Muitos dos acontecimentos da história, bem como alguns dos nossos desafios contemporâneos mais avançados, parecem envolver hiperespaços. Algumas indagações provocantes que emergem são: Seriam os anjos trans-dimensionais? E os OVNIs? É possível viajar no tempo? Antes dos eventos em Gênesis capítulo 3, será que Adão e Eva viviam em apenas quatro dimensões?  Seria o rompimento das dez dimensões inerentes, em quatro dimensões perceptíveis e seis imperceptíveis, um dos resultados da Queda do Homem?

ROMPIMENTO DIMENSIONAL EM GÊNESIS 3?

Há uma conjectura provocativa de que estas dez (ou mais) dimensões estavam originalmente integradas, mas sofreram um rompimento como resultado dos eventos resumidos em Gênesis capítulo 3. O resultado desta mudança drástica seria a separação dos mundos "físicos" e "espirituais".
Parece haver uma base bíblica para a ligação original entre o mundo espiritual e o físico. A tradução muito respeitada de Onkelos de Gênesis 1:31 enfatiza que "... era uma ordem unificada". O que sugere que a física atual, incluindo a leis da entropia, ("o cativeiro da corrupção") foi o resultado da ‘queda’.

As leis da entropia revelam um universo que está "perdendo o ritmo", o que implica a existência de uma “ação inicial”. Esta “ação inicial” - a redução de entropia, ou a infusão de ordem'  - está descrito em Gênesis 1 em uma série de seis fases. Os termos usados ​​nesta progressiva redução da entropia (desordem) são, ‘erev’ e ‘boker’, que acabaram sendo traduzidos como "noite" e "manhã".

Ao ler o livro de Gênesis entendemos que Deus originalmente criou um universo muito diferente do que vivemos agora. Seu trabalho criativo na construção do universo ocorreu ao longo de um período único de tempo, uma vez para nunca mais ser repetido, durante o qual Deus criou as matérias-primas do universo (espaço, tempo, matéria e energia) e, em seguida, formou-os como um sistema bem organizado, auto-renovavel, com baixa entropia. A criação foi o trabalho de um mestre artesão que teve prazer em seu trabalho, da mesma forma que um artista, escultor, ou arquiteto tem prazer em seu trabalho.

        Gênesis fala de um começo para o universo e prevê um fim definitivo também. Aqui a ciência e a Bíblia concordam. A Bíblia confirma que a Segunda Lei da Termodinâmica é também a verdadeira entropia sempre mostra um aumento de intensidade com o passar do temo.

        Mas do ponto de vista da Bíblia, a segunda lei não é uma característica do universo como ele foi originalmente criado; é um resultado da introdução posterior de falhas fatais no ‘mecanismo’ por um inimigo de Deus e do homem. Essas falhas não faziam parte do projeto original.

        As pistas para essa catástrofe começam em Gênesis 3. Uma rebelião entre os anjos ocorreu inicialmente, e anjos desempenhavam e desempenham um papel importante no governo de Deus da natureza, bem como das nações.  Além de introduzir o pecado e a morte para a raça humana, a rebelião angelical destruiu o mecanismo delicadamente ajustado e finamente projetado dos reinos físicos e espirituais, colocando em movimento uma irreversível espiral descendente em direção a decadência, desordem, e o aumento da indisponibilidade de recursos energéticos.

A DIMENSÃO DE DEUS

A discussão de hiperespaços ainda deixa a pergunta, ‘em que dimensão Deus vive?’. Infelizmente, alguns apologistas cristãos modernos implicam que Deus é apenas um ser de uma dimensão superior, um gigante cósmico que enfia o dedo em nosso mundo de vez em quando, alarmando-nos com visões ou milagres que não podemos compreender plenamente. Será que Deus é um ‘super ser’ de outra dimensão?

Eu não quero dizer que milagres, visões e intromissões de OVNIs de dimensões superiores não ocorram! Eles certamente ocorrerem e eu acredito que eles são todos acontecimentos extra-dimensionais reais. O ponto é: Deus não é feito de matéria, Ele é Espírito e espírito é algo fundamentalmente diferente da matéria.

Há um ponto muito importante a ter em mente em nossas discussões sobre a física moderna, o fato que "Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade." (João 4:24) O Espírito não é a mesma coisa que a matéria!

Podemos falar sem parar sobre a matéria /energia, espaço e tempo do mundo material criado, mas isso ainda deixa um reino mais elevado de Deus e seus anjos. Quem são e onde vivem? Quais são os mundos invisíveis em que habitam? Além do nosso incrível mundo físico existe mais um reino onde diferentes leis se aplicam e onde o tempo flui em um ritmo diferente.

Para falar primeiro da matéria e agora do espírito é também ir além do escopo deste curto artigo introdutório. Basta dizer, nosso conhecimento e entendimento do mundo físico vem através do método científico, que baseia-se em observações e em modelos matemáticos que podem ser testadas e verificadas por meio de medições e experimentos.

O mundo espiritual é algo que conhecemos através da revelação pessoal do nosso Deus. O mais maravilhoso de tudo, é que Deus criou o homem para viver simultaneamente no material e no mundo espiritual. Estamos ligados a dois mundos, em um ‘programa de formação’ destinado a preparar-nos para um incrível mundo maior que está por vir.  

A abertura do portal por onde podemos entrar na dimensão espiritual foi realizado pela obra sacrificial, e o derramamento de sangue, de Jesus Cristo na Cruz - vivemos em um universo moral, e existem muito mais fatores envolvidos do que a física no ‘super hiperespaço’ que a Bíblia chama de "céus".


"E temos portanto o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos. Sabendo que o que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também por Jesus, e nos apresentará convosco. Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus. Por isso não desfalecemos; mas ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas. " 2Cor.4:13-18

domingo, 31 de agosto de 2014

A teoria da evolução de Darwin: o grande elefante branco do pensamento contemporâneo

Mais de 500 cientistas doutorados já assinaram uma declaração expressando publicamente seu ceticismo sobre a teoria contemporânea da evolução darwiniana.

"Supor que o olho possa ter sido formado pela 'seleção natural' parece, e confesso livremente, absurdo no mais alto grau possível." - Charles Darwin, 1872
A declaração Dissidência Científica do Darwinismo diz: 
"Somos céticos com relação às afirmações da capacidade da mutação aleatória e seleção natural como explicação para a complexidade da vida. Devemos incitar uma investigação cuidadosa das evidências a favor da teoria darwinista."
A lista dos 514 signatários inclui cientistas membros da prestigiosa Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos e da Rússia. Os signatários incluem 154 biólogos, a maior disciplina científica representada na lista, bem como 76 químicos e 63 físicos. Os signatários têm doutorados em ciências biológicas, física, química, matemática, medicina, ciência da computação, e disciplinas relacionadas. Muitos são professores ou pesquisadores das principais universidades e instituições de pesquisa, tais como MIT, The Smithsonian, da Universidade de Cambridge, UCLA, UC Berkeley, Princeton, Universidade da Pensilvânia, a Universidade do Estado de Ohio, da Universidade da Geórgia, e da Universidade de Washington.

Discovery Institute publicou a sua primeira lista de Dissensão Científica do Darwinismo 2001 para desafiar falsas declarações sobre a evolução darwiniana feitas na promoção da série "Evolution" da PBS. Na época, alegou-se que "virtualmente todo cientista no mundo acredita que a teoria é verdadeira."  

"Darwinistas continuam a afirmar que nenhum cientista sério duvida da teoria, mas aqui estão 500 cientistas que estão dispostos a tornar público seu ceticismo acerca da teoria", disse o Dr. John G. Oeste, diretor associado do Centro do Instituto Discovery para Ciência e Cultura. "Os esforços darwinistas para usar os tribunais, os meios de comunicação e os comitês de posse de acadêmicos para suprimir a dissidência e reprimir a discussão estão, na verdade alimentando ainda mais a dissidência e inspirando mais cientistas a pedirem para ser adicionados à lista."

De acordo com o Dr.West, foi o rápido crescimento de dissidentes científicos que incentivou o Instituto a lançar um site - www.dissentfromdarwin.org - para dar à lista um lar permanente. O site é a resposta do Instituto à demanda de informações e acesso à lista, tanto por parte do público, e por cientistas que querem adicionar o seu nome à lista.

"A teoria da evolução de Darwin é o grande elefante branco do pensamento contemporâneo", disse o Dr. David Berlinski, um dos signatários originais, um matemático e filósofo da ciência com o Centro do Instituto Discovery para Ciência e Cultura (CSC). "É grande, praticamente inútil, e um objeto de reverência supersticiosa."

Outros signatários proeminentes incluem o membro da US National Academy of Sciences, Philip Skell; Fellow Lyle Jensen para Associação Americana para o Avanço da Ciência; biólogo evolucionário e autor de livros Stanley Salthe; biólogo evolucionário da Smithsonian Institution e pesquisador do National Institutes of National Center for Biotechnology Information, Richard Von Sternberg; Editor da Rivista di Biologia / Biology Forum --a mais antiga revista de biologia ainda publicado no mundo-- Giuseppe Sermonti; e o embriologista Lev Beloussov Academia Russa de Ciências Naturais.  


Se você possui um Ph.D. em engenharia, matemática, ciência da computação, biologia, química, ou uma das outras ciências naturais, e concorda com a seguinte afirmação: "Somos céticos com relação às afirmações da capacidade da mutação aleatória e seleção natural como explicação para a complexidade da vida. Devemos incitar uma investigação cuidadosa das evidências a favor da teoria darwinista.", então por favor contate-nos via  cscinfo@discovery.org.


Assita também aos seguintes vídeos legendados, onde o Dr. Kent Hovind refuta a proposição de evolução de que a Terra tem evoluído ao longo de bilhões de anos. Neste vídeo Dr. Hovind apresenta um minucioso estudo que confirma a criação do mundo literalmente em seis dias de acordo com o livro de Gênesis. Assuntos como radio carbono, era glacial, registro geológico e fósseis são observados e analisados científicamente e comparados com a história da criação. A Idade da Terra (The age of the Earth) expõe as crenças religiosas de evolução.

 

Assita também ao vídeo Mentiras nos Livros Didáticos onde Dr. Hovind mostra como os livros didáticos das escolas públicas estão permeadas de informações fraudulentas, a fim de convencer os estudantes de que a evolução é verdade. 'Mentiras nos livros didáticos' é um 'must-see' para todos os membros de escola pública, alunos, professores, pais e diretoria estão sob a ditadura da evolução onde somente uma teoria é permitida que se estude.
  



quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Dívida Estratégica de Países e a Escravização das Nações

Trecho do documentário Zeitgeist Addendum. John Perkins, ex-agente da CIA e autor do livro "Confissões de um Assassino Econômico", fala de como funciona a tática de guerra econômica usada para subjugar nações. 

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Cúpula de 2014: Líderes Mundiais e Simbologia Egípcia

Durante a Cúpula de Segurança Nuclear de 2014, os líderes mundiais usavam bizarros pinos em formato de pirâmide em sua lapela enquanto se reuniram em torno de um olho gigante com uma pirâmide holográfica suspensa em seu centro.

Em frente a mesa em formato circular dos dirigentes, haviam desenhos muito parecidos com hieróglifos egípcios.

Curiosamente, o presidente Barack Obama foi um dos poucos líderes mundiais que não utilizou o símbolo da pirâmide.


O programa dos ‘elitistas’ começou no antigo Egito em uma sociedade chamada ‘Irmandade Secreta da Serpente’ (serpente naquela época significava iluminação e conhecimento), originalmente uma Escola de Mistérios que ensinava conhecimento espiritual e poder.

Forte evidências mostram que a "Agenda Illuminati" para o controle do planeta Terra remonta os dias do reinado da Babilônia/Suméria (aproximadamente 4000 aC) e o Egito Antigo (3100 aC) quando o plano de domino Illuminati sobre a humanidade iniciou.

Não há dúvida de que as redes Illuminati têm uma forte afinidade com o antigo período egípcio e muito de seu simbolismo pode ser rastreado até ao Egito Antigo. A pirâmide é um dos símbolos mais óbvios utilizados por eles ao longo da história, mas há muitos outros, incluindo o obelisco (que representa o deus Egípcio, o pênis de Osíris).


Os faraós egípcios foram capazes de manter seu domínio durante milênios, porque a população acredita fortemente no "direito divino de governar" que foi dado aos faraós por "deuses" e que sua "linhagem" estava diretamente ligado a esses "deuses".

Os deuses egípcios eram numerosos e cada um tinha a sua própria "história" e identidade, com alguns dos mais conhecidos sendo Horus, Ísis, Seth (ou Set), Anubis e Ra. A maioria desses deuses eram representados como metade humano e metade animal, com o réptil sendo um dos mais comuns.


 Mesmo os adornos de cabeça usados pelos faraós tinham o formato da serpente Cobra e visualmente retratavam sua ligação com os "deuses" (seus 'mestres reptilianos').


Existe obviamente, muito mais evidência disponível para ligar as redes Illuminati de volta ao Egito antigo, não deixe de pesquisar.


Segue o vídeo com a cerimônia de abertura centrada em torno de um isótopo iluminado simbólico que está sendo passado ao redor como uma tocha olímpica. 


segunda-feira, 14 de abril de 2014

Autoridade para Cura e Libertação

 "Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidares, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito;" Mateus 21:21

O que precisamos dizer, crer e fazer para obtermos a cura para qualquer doença:





Como Cristãos devem usar a autoridade dada em Nome de Jesus, para curar enfermos, expulsar demônios e libertar os cativos. (Na metade do vídeo há uma falha técnica que depois de alguns minutos volta ao normal).





domingo, 13 de abril de 2014

Jesus Cristo ensinou Física Quântica e o mundo não entendeu!



“Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela palavra de Deus, de maneira que o visível não foi feito do que se vê.” Heb. 11:3

 “Ora, a fé é a substância das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem.” Heb.11:1
 
 “Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra, será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra, será desligado no céu.” Mat. 18: 18 



Fonte do vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=SycV-qsWYLY

domingo, 6 de abril de 2014

Desvendando os mistérios por trás da história de Noé



Acabei de assistir ao filme ‘Noé’ de Darren Aronofsky, achei uma versão muito escura e distorcida da história, parece que foi criada com a intenção de gerar confusão! Mas fico feliz que isso traga a tona uma história tão importante quanto a de Noé e do dilúvio, história que também esta presente em outras culturas: asiáticas, sumérias, assírias, armênias, egípcias, americanas e persas, entre outras, de forma basicamente semelhante ao episódio bíblico.   



Neste post, vamos examinar alguns dos pontos mais relevantes e controversos abordados no filme. 

Os anjos caídos ajudaram na construção da Arca?
Noé era vegetariano?
Existiam gigantes e anjos caídos nos dias de Noé?
Porque alguns anjos caíram? Eles tinham intenções de ajudar a humanidade?
Qual foi o propósito do dilúvio? Deus queria mesmo acabar com a espécie humana?
Os Guardiões (Watchers) realmente morreram e voltaram para o Criador?  

Vamos descobrir que a história verdadeira de Gênesis tem um enredo MUITO mais interessante! 

OS ANJOS CAÍDOS AJUDARAM NA CONSTRUÇÃO DA ARCA? 

 No filme ‘Noé’ o diretor insinua que a construção da Arca levou 10 anos, e que para poder realizar esta façanha Noé contou com a ajuda dos ‘Gigantes/Guardiões’.

A primeira vez que a Bíblia se refere a Noé, ele tinha 500 anos de idade (Gen.5:32), e quando ele entre na arca ele tem 600 anos de idade. Podemos concluir com isso que a construção pode ter levado até 100 anos, mais do que tempo suficiente para Noé construir a Arca com a ajuda dos filhos, sem a ajuda dos ‘Guardiões’. 

Algo que chama atenção na época de Noé é a expectativa de vida e a queda drástica após o dilúvio. 
Será que existe uma explicação para esta drástica diferença em longevidade?



 Existem muitos estudiosos da Bíblia que acreditam que nunca havia chovido até o dia do dilúvio, e que a vegetação era regada por um tipo de vapor: Um vapor, porém, subia da terra, e regava toda a face da terra.” Gen.2:6

No relato da criação em Genesis 1, Deus separa as aguas ‘acima e abaixo do céu’:
“E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi. E chamou Deus à expansão Céus “,

Esta água ‘acima do céu’ provavelmente desabou durante o dilúvio:
“No ano seiscentos da vida de Noé,.. se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas do céus se abriram, e houve chuva sobre a terra... Gen.7:11,12



 Dr. Kent Hovind fala da grande diferença no ecossistema antes do dilúvio. De acordo com ele, é muito provável que devido a esta camada de água acima do céus, a atmosfera da Terra fosse uma gigante câmera de oxigênio. Para aqueles que estão familiares com câmeras de oxigênio, sabem dos benéficos que o oxigênio concentrado traz, fazendo uma grande diferença na vegetação e vida animal na época .... Além disso, esta camada protetora servia de escudo contra a agressividade dos raios solares. Provavelmente como resultado desta dinâmica, o homem desfrutava de dias mais longos de vida! Dr. Hovind também argumenta que a ausência deste ‘escudo de água’, também ajudou na extinção dos dinossauros. Pois de acordo com ele, o pulmão dos dinossauros é pequeno em proporção com o tamanho de seu corpo. Em um ambiente com ‘oxigênio concentrado’ isso não seria um problema. (Clique aqui e assita ao vídeo com esta explicação do Dr.Kent Hovind).
E isso nos leva a outro ponto...

NOÉ ERA VEGETARIANO?

 Adão e Eva foram instruídos a viver dos grãos e ervas: “E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que de semente, que esta sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.” Gen.1:29 Mas por alguma razão, logo depois do dilúvio Deus instrui Noé a passar a comer carne.    
“Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde. A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis.” Gen.9:3,4
Seria devido a mudança no eco-sistema, Noé precisaria de mais energia e força em um ambiente mais hostil? 

EXISTIAM GIGANTES E ANJOS CAÍDOS NOS DIAS DE NOÉ?

Sim, a Bíblia fala de anjos caídos nos dias de Noé. Porém existe uma diferença entre os anjos caídos ‘filhos de Deus’, também conhecidos como “Watchers/Guardiões” e sua prole, os Nephilins, chamados de Gigantes.  

“E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas, viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. ... Havia, naqueles dias, gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os varões de fama.
...Noé era varão justo e perfeito em suas gerações... E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra.”
Genesis 6:1,2,4,9,12

Vamos entender melhor os personagens do versciculo acima:

 Filhos de Deus: Em Hebreu Bene HaElohim = Criação direta de Deus, nesse caso anjos (Jó 1:6, 2:1, 38:7; Lucas 20:36) Em Judas 6 e 7 e 2 Pedro 2:4,5 descobrimos que esses anjos, eram  anjos caídos!

Filhas dos Homens: Benoth Adam = Filhas de Adão

Gigantes Em Hebreu = Nephilim = Os caídos
Eles eram gigantes, mas o significado da palavra, na linguagem original é outro. Tanto que algumas versões desse mesmo versículo em inglês mostram a diferença:
New International Version: Gen. 6:4 “The Nehalem were on the earth in those days…” 
Young’s Literal Translation: Gen.6:4The fallen ones were in the earth in those days…”

Em outras palavras: Esses anjos caídos procriaram com mulheres humanas gerando seres híbridos, os Nephilins. 
...estes eram os valentes que houve na antiguidade, os varões de fama...

Nephiins foi traduzido para o Grego como gigantes derivado da palavra gigas que quer dizer nascido na terra, que é a mesma palavra usada na Mitologia Grega, para Titãs os Semi-deus: na mitologia Grega os Titãs eram os filhos dos Deuses com os humanos.

Um aspecto muito interessante para salientar a respeito do contexto de Gênesis 6, é que ele é refletido em mitos e lendas de cada cultura antiga do planeta terra:


  • Sumer
  • Assyria
  • Egypt
  • Incas
  • Mayan
  • Gilgamesh
  • Persia
  • Greece
  • India
  • Bolivia
  • South Sea Islands
  • American Indians

Todos esses possuem essas lendas com esse contexto.

PORQUE ALGUNS ANJOS CAÍRAM? ELES TINHAM INTENÇÕES DE AJUDAR A HUMANIDADE?

A Bíblia fala que um dos motivos pelo qual os anjos caíram foi para irem ‘após outra carne’:

Jud. 6,7 - E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia; assim como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se corrompido como aqueles e ido após outra carne, foram postas, por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.

O apócrifo de Enoque confirma o mesmo relato de Noé, só que talvez em mais detalhes. Ele também relata que esses anjos ensinaram conhecimento proibido. 

Então eles tomaram esposas, cada um escolhendo por si mesmo; as quais eles começaram a abordar, e com as quais eles coabitaram, ensinando-lhes sortilégios, encantamentos e a divisão de raízes e árvores. E as mulheres conceberam e geraram gigantes.” Enoque 7:10,11
Tu viste o que Azazyel  (um dos anjos caídos) tem feito, como ele tem ensinado toda espécie de iniquidade sobre a terra e tem aberto ao mundo todas as coisas secretas que são feitas nos céus.” Enoque 9:5
No livro de Jaser (livro apócrifo mencionado na Bíblia 2 Sam.1:17; Josué 10:13) encontramos relatos de outros detalhes dos mesmos acontecimentos.
“...e os filhos dos homens naqueles dias extraíram do gado da terra, dos animais do campo e das aves do céu, e ENSINARAM A MISTURA DE ANIMAIS DE UMA ESPÉCIE COM A OUTRA para assim provocar o Senhor;” Jaser 4:18
De certa forma, a queda dos anjos foi uma forma de rebelião contra o seu Criador, que ordenou que cada ser reproduzisse ‘conforme a suas espécies’. Gen.1
PORQUE DEUS MANDOU O DILUVIO? ELE QUERIA MESMO ACABAR COM A ESPÉCIE HUMANA?

Pelo que pudemos ver até agora, dando uma olhada a fundo no livro de Gênesis e em outras fontes vemos que que estes ANJOS CAÍDOS vieram à terra e adulteraram o DNA humano (e animal) ao misturar a semente deles com a semente humana, corrompendo, assim, a terra. “A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a terra de violência.”Gen.6:11
Deus, então, teve de intervir, mandando o dilúvio.  

...Noé era varão justo e perfeito em suas gerações...

A Bíblia mostra um dos motivos pelo qual Deus escolheu poupa-lo: A palavra usada para PERFEITO, no texto original tém um significado interessantissimo: 

Perfeito= (em Hebreu) Tamiym = without blemish, sound, healthful, without spot, unimpaired. Perfeito fisicamente.  

Em outras palavras, podemos concluir que a genealogia de Noé não tinha sido afetada pela contaminação do DNA da raça humana com os anjos caídos. Noé e sua geração era uma exceção.
Deus não queria acabar com a espécie humana, e sim acabar com a semente adulterada da sua Criação. 
 
Os gigantes surgiram depois do dilúvo também, mas desta vez, Deus escolheu para si um povo, que não iria misturar a sua semente com a semente dos anjos-caídos, os JUDEUS.

OS GUARDIÕES (WATCHERS) REALMENTE MORRERAM E VOLTARAM PARA O CRIADOR? 

O livro de Enoque fala mais a respeito do destino dos Gigantes, ou Nephilins, depois de sua ‘morte’:

 Mas desde o princípio fostes feitos espirituais (referindo-se aos anjos caídos), possuindo uma vida que é eterna, e não sujeito à morte para sempre. Portanto, eu não fiz esposas para vós, porque, sendo espirituais, vossa habitação está no céu, Agora, os gigantes que têm nascido de espírito e de carne, serão chamados sobre a terra de MAUS ESPÍRITOS, e na TERRA ESTARÁ A SUA HABITAÇÃO. Maus espíritos procederão de sua carne, porque eles foram criados de cima; dos santos Sentinelas foi seu princípio e a sua primeira fundação. Maus espíritos eles serão sobre a terra, e de ESPÍRITOS DA MALDADE eles serão chamados. A habitação dos espíritos do céu será no céu, mas sobre a terra estará a habitação dos espíritos terrestres, os quais são nascidos na terra. Os espíritos dos gigantes serão semelhantes às nuvens, os quais oprimem, corrompem, caem, contendem e confundem sobre a terra.” Enoque 14:6-9

Existe uma diferença que muitas vezes passa despercebida entre anjos (caídos ou não) e demônios. Anjos foram criados com a capacidade de serem interdimensionais, podendo se materializar em nossa dimensão, assim como se desmaterializar. Na Bíblia existem relatos de anjos que estiveram fisicamente entre pessoas, que conversaram, lutaram, mataram, etc. (1 Reis 19:4, 2 Reis 19:35, 1 Crônicas 21:15, Oséias 12:4, Gen. 18:2) Eles têm esta capacidade física, assim como espiritual. 

Por outro lado, demônios precisam de um corpo para que possam se manifestar e se locomover, como Jesus demonstrou certa vez, ao expulsar os demônios de um homem atormentado, mandando-os para dentro de porcos que, por sua vez, jogaram-se do precipício (Mat.8:31, Mar.5:12). Como podemos perceber, demônios buscam por “vácuos” que possam preencher, veículos. 

O que nos leva de volta para as criaturas de espécies hibridas, criadas pelos anjos-caídos, estariam eles servindo de veículos para estes ‘espíritos da maldade’ nos dias de Noé?  
Podemos concluir que o ‘espiritos dos Nephilins’ continuam vagando sobre a Terra, procurando veiculos fisicos para se manifestar. Eles estão ‘presos a terra’ que é a ‘sua habitação’.   

CONCLUSÃO:

Em Genesis vemos o inicios da Guerra das Sementes, entre a semente de Eva e a semente serpente:
“Então o Senhor Deus disse à serpente: E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” Gen. 3:14,15
Jesus contou uma parábola que também falava sobre a ‘mistura da semente’:
 
Mat.13:24-30, 37-43  “Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio?  E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro. 
O que semeia a boa semente, é o Filho do homem; O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno; O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”