domingo, 29 de julho de 2012

Atualizações de Israel: escudo antimísseis

Israel está atualizando seu escudo antimísseis "Arrow II" sobre os temores de possíveis ataques do Irã e da Síria.


A atualização do "Bloco 4 'está sendo instalada e implantada em todo o país, disse um funcionário da defesa israelense.

A Agência de Defesa dos EUA contra Mísseis e a Organização de Defesa de Israel Missile completaram um bem sucedido teste de rapidez do Bloco-4 em fevereiro.



A atualização, que tem estado em desenvolvimento há mais de quatro anos, goza de maior precisão e capacidade de interceptar mísseis ainda mais longe.

"É parte da corrida tecnológica na região", disse à Reuters, um funcionário israelense que não quis ser identificado devido à natureza polêmica do programa.

A atualização inclui melhorias no software da Arrow, conjunto de sensores, hardware e sistemas de comando e controle, disse o oficial ao jornal Haaretz.

Este desenvolvimento deve ser visto como parte das complexas relações geopolíticas entre Israel, Irã e Hezbollah, informou o jornal, citando "detalhes exclusivos" fornecido pelo Ministério da Defesa.

O anúncio veio um dia após o Irã reportar que testou com sucesso uma versão atualizada do seu Fateh-110(míssel balísticos de curto alcance).

Os EUA tem sido um investidor de longa data no desenvolvimento de mísseis de defesa de Israel. Empresas norte-americanas também ajudaram Israel na investigação e desenvolvimento para o sistema Arrow.

Para a sua assistência na subscrição do projeto, Washington está livre para desenhar em defesa de Israel mísseis tecnologicos para seu próprio uso, um funcionário israelense afirmou que: "A política do [israelense] Ministério da Defesa é fornecer todos os dados para os EUA, para a segurança dos EUA, incluindo os objetivos, interceptores, radares e de comando e controle ".

Israel agora está trabalhando numa tecnologia interceptadora ainda mais poderosa, conhecida como estilingue de Davi ou Varinha Mágica, que deverá ser implantada no próximo ano.


http://www.guerradeinformacoes.com/2012/08/atualizacoes-de-israel-escudo.html

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Liberdade Sexual Reflete a Escravidão

Na mesma semana em que veículos blindados foram vistos percorrendo as ruas de St. Louis, a cidade realizou seu depravado desfile sexual anual, o “Pridefest”. Enquanto somos condicionados a lutar por nossos “direitos sexuais” estamos cada vez mais perdendo nossos verdadeiros direitos.”

Por Alex
(henrymackow.com)

 Eu não consigo deixar de lembrar o que Aldous Huxley denominou de “ o amor à servidão ” e seus efeitos na sociedade.

Eu estou vendo cada vez mais dessa paixão pela escravidão conforme as semanas passam, mas digamos que acertou em cheio quando eu vi minha cidade, St. Louis, no Missouri ser assombrada pela aparição de veículos blindados e todos outros aparatos que vem junto com a lei marcial.

Naturalmente os cidadãos, em sua maioria, recusam-se a admitir essas ameaças e por esse motivo estão impossibilitados de resistir.
Eu acho que é importante apresentar outra citação de Huxley: “À medida que a liberdade política e econômica diminui, a liberdade sexual costuma aumentar como compensação. E o ditador vai se beneficiar em incentivar essa liberdade ”.

Eu mencionei essa citação porque na mesma semana em que veículos blindados foram vistos percorrendo as ruas de St. Louis, a cidade realizou seu depravado desfile sexual anual, o “ Pridefest ”.

Enquanto somos condicionados a lutar por nossos “ direitos sexuais ” estamos cada vez mais perdendo nossos verdadeiros direitos. Quantos meios de comunicação tradicionais são vistos promovendo a depravada agenda sexual? Em comparação, quantos transmitem sequer uma breve menção as inúmeras violações da nossa privacidade e de nossos direitos constitucionais, bem como o significado destas transgressões diárias?

Por que será que é permitido homens conduzirem um ao outro em coleiras e trajes de couro à vista de crianças, mas quando cidadãos lutam por seus direitos da 4ª emenda contra buscas e apreensões ilegais (e abuso sexual autorizado pelo governo) eles são marcados pelo martelo de ferro do sistema? 

Não é de admirar que o sadismo esteja expandindo-se. Tomemos, como exemplo, a extremamente popular série de livros pornográficos, “Cinquenta Tons de Cinza” – uma narrativa sinistra de uma mulher sujeitando-se sexualmente a um bilionário. 

Graças a popularidade da série, o mercado para mulheres interessadas em sadomasoquismo expandiu-se bastante. Mas esta série não pode ser reconhecida apenas como um tratado sobre a perversão.

É importante olhar também para a temática econômica e social, que é o símbolo de uma sociedade ignorante e endividada dependente da super-elite para todas as suas necessidades e preocupações. Esta submissão está acontecendo sem qualquer cuidado ou consideração do custo para nossas liberdades, dignidade ou  identidade humana.

Na continuação de seu romance, “Admirável Mundo Novo ”, Huxley iria escrever que o Marquês de Sade “ considerava-se o apóstolo da revolução verdadeiramente revolucionária, mais do que simplesmente politica e econômica – a revolução em diversos homens, mulheres e crianças, cujos corpos daqui em diante iriam tornar-se propriedade sexual comum a todos, de cujas mentes deveriam ser removidas de todos os pudores naturais, todas as restrições arduamente adquiridas da civilização tradicional. ”   

Em outras palavras, a revolução contra os fundamentos da nossa sociedade está ocorrendo em vários níveis, não somente em um determinado âmbito de nossa existência.
Não muito diferente da protagonista do sexo feminino, nós estamos nos submetendo aos controladores da elite da nossa sociedade.

Nota do Alex: Eu tenho que dar crédito ao tablóide radical de esquerda de St. Louis, “ Riverfront Times ”, por ser minha inspiração. Foram eles que sobrepuseram a dissonância cognitiva da presença de veículos blindados junto ao “ Pridefest ”.
Eles hospedam uma galeria de fotos do evento em seu site: http://www.riverfronttimes.com/slideshow/pridefest-2012-st-louis-part-2-37132532/
Makow comenta: Uma leitora relatou-me que acabou de voltar do Wallmart onde viu sacos e pilhas de “ Cinquenta Tons de Cinza ” para venda. Então chegou a isso. Pornografia à venda no Wallmart.
Prova do que Alex e Aldous Huxley dizem. 

Tradução: http://planetaprisao.wordpress.com/2012/07/04/tanques-e-subs-liberdade-sexual-reflete-a-escravidao/ 

sábado, 21 de julho de 2012

A Sociedade Ocidental Está Doente e Rumo a um Colapso

 Psicanalista Diz Que A Sociedade Ocidental Está Doente e Rumo a um Colapso


A sociedade ocidental tem se comportado neuroticamente nos últimos vinte anos e precisa ser curada. 

O professor Mark Stein chegou a  essa conclusão em uma psicanálise da crise financeira (via Steve Kenn). 

Os sintomas de negação, onipotência, triunfalismo e hiperatividade se manifestaram em reação a uma série de crises, a queda da União Soviética, os japoneses e da Ásia / LTCM crises, quando o Ocidente não reagiu com cautela, mas sim pelo risco crescente :
Eu acredito que essas rupturas causaram uma grande ansiedade entre esses líderes, mas que, em vez de prestarem atenção às lições destas crises, esses líderes reagiram com loucas, onipotentes e triunfantes tentativas de comprovar a superioridade de suas economias perante as vulnerabilidades expostas por essas rupturas. 

Portanto, essa reação acarretou a destruição e ocultação das informações e o desmantelamento dos sistemas regulatórios de alerta, bem como a criação de mitos tranquilizadores como a “ grande moderação ”, os quais levaram a uma cultura em que correr maiores riscos passou a ser visto como justificável. Eu defendo que essa cultura louca foi influenciada pela reação vitoriosa do Ocidente ao colapso do comunismo. Sustento que as condições para a crise de crédito de 2008 foram instauradas a partir desse fato.

Stein alerta que continuar por este caminho vai conduzir ao colapso:
Se a crise financeira de 2008 surpreendeu-nos, devemos lembrar que essa não foi a primeira vez que um sistema econômico e social foi estabelecido a partir dos escombros da loucura e do triunfalismo. Escrevendo no século 5 AC, o historiador grego Tucídides relatou como a onipotência dos atenienses -  bem como seu desejo de triunfar sobre a inimiga Esparta – levou a grande civilização de Atenas ao desastre (Tucídides, 1972). Em meu esforço para seguir a tradição estabelecida por Tucídides, espero que, ao analisar e tentar compreender a história, eu possa dar alguma contribuição literária que nos ajudará a aprender com o passado. Apesar de ter demonstrado que a nossa cultura é sutilmente e inconscientemente influenciada por forças que geralmente temos compreensão e controle limitados, espero que nosso entendimento dessas questões de algum modo sirva para diminuir o poder dessas forças no futuro.

http://planetaprisao.wordpress.com/2012/06/16/psicanalista-diz-que-a-sociedade-ocidental-esta-doente-e-rumo-a-um-colapso/

sexta-feira, 13 de julho de 2012

LONDRES 2012: O Atentado "Terrorista" que vai mudar o mundo

Os Illuminati já haviam planejado há muitos anos atrás um grande atentado ou grande ataque de falsa-bandeira para acontecer em Londres; assim como planejaram os falsos atentados de 11 de setembro de 2001 em Nova York.

Agora, eles aguardam apenas o momento certo, como por exemplo, um grande evento, para aproveitar a chance de manipular algo grandioso com repercussão e audiência internacional.
Os XXX Jogos das Olimpíadas que vão acontecer em Londres em 2012, de 27 de Julho (Cerimônia de abertura) à 12 de Agôsto (Encerramento), são a grande chance, o grande momento esperado a tanto tempo pelos Illuminatis para concretizarem o seu plano malígno de matar milhares de pessoas, pois, os Jogos Olímpicos de Londres vão ser vistos ao vivo por mais de 1 bilhão de pessoas em todo o planêta.
Um ataque de falsa-bandeira é um pretexto incontestável para atacar o Irã e a Síria, com o apoio dos Aliados dos EUA e da Onu, iniciando assim uma Terceira Guerra Mundial com o único intuito de reduzir de 80 à 90 por cento a população mundial, para então, instituir Uma Nova Ordem Mundial.

Quanto mais isso for divulgado, menos provável é que aconteça, pois, ataques de falsa-bandeira não funcionam quando há um grande público atento aos acontecimentos. Pelo menos é isso que esperamos com a divulgação em massa desses sórdidos planos tramados em conjunto a vários anos pelo Pentágono, pela Cia, pelo MI5 e pelo Mossad, ou seja, pelos serviços secretos dos USA, da Grã-Bretanha e de Israel. Caso contrário, teremos que enfrentar a perda total da liberdade e democracia, seja física ou virtual, porque se esse terrível plano se concretizar a partir de Londres 2012, virá o controle total dos cidadãos do mundo todo através de Leis Marciais, Controle Biométrico, Big Brothers, e tudo o mais que seja imaginável e até inimaginável, que possa tolher completamente a liberdade geral que todos nós conquistamos a custo de muita luta através de vários séculos, de guerras e revoluções sociais em todo o mundo.

Se esse sinistro e malígno plano se materializar, todos, sem exceção, em todo o mundo, vivenciaremos uma violenta batalha interna e externa que nos levará a tão temida Terceira Grande Guerra Mundial, que inevitavelmente trará uma Nova Ordem Mundial que mudará radicalmente toda a nossa sociedade e civilização atual, onde tudo e todos serão vigiados, proibidos e controlados por um poder inimaginável que já está em franca aceleração, sendo tramado nos bastidores do poder oculto mundial a pretexto de proteger os cidadãos e dar a todos mais paz e segurança, quando na verdade está cada vez nos tornando mais escravos e dependentes de um sistema falido que, ao quedar-se vai levar todas as nações e seus cidadãos ao abismo profundo.
Fiquemos então, na expectativa de que, com toda essa divulgação a nível planetário, os Senhores do Mundo desistam de levar a cabo esses planos, que tendo sido revelados prévia e publicamente sem mistérios, surta o efeito esperado por todos nós, qual seja, conscientizar a todas as pessoas do mundo sobre o intento dos Maçons-Illuminati ou dos Senhores do Mundo, de matar mais de 6 bilhões e quinhentos milhões de pessoas, afim de reduzir a população mundial para menos de 500 milhões de seres humanos, com o único intuíto de controlar mais facilmente uma população mais de dez vezes menos do que a existente no planêta hoje, e assim sendo, com a massa do planêta enxuta, com menos nações e menos instituições financeiras, religiosas, comerciais, sociais e políticas, será muito mais fácil administrar e submeter os sobreviventes, instituindo uma Nova Ordem Mundial que controle tudo e todos.

Um ataque de falsa-bandeira é quando um país ataca a si mesmo ou a outrem e bota a culpa em outro, responsabilizando-o pelo ataque, para assim, ter um bom e grande pretexto para atacar o país que supostamente teria cometido o ataque. Foi assim na primeira e na segunda guerra mundial, foi assim com o Iraque e com o Afeganistão e vai ser assim com o Irã e com a Síria e mais tarde com outros e outros e outros, até eles terem o controle de tudo no planêta todo (Petróleo, Gás, Matérias-Primas, Água, Reservas Naturais, etc...).

É preciso divulgar isso ao máximo de pessoas que puderem, levem esse plano sinistro dos illuminatis (Os Senhores do mundo) ao maior número de pessoas possíveis, por meio da internet, do boca-a-boca, por meio de releases para as redes de TV, rádios, jornais, revistas..., do mundo inteiro, para que todos tomem conhecimento, para que juntos possamos frustrar os planos de redução da população do planêta e de domínio mundial por parte dos Senhores do mundo - Os Maçons-Illuminatis.



Segue abaixo o extrato do documento da Fundação Rockfeller em questão, intitulado:


"CENÁRIOS PARA O FUTURO DA TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO INTERNACIONAL", página 34 - HACK ATTACK:

Num mundo economicamente instável e propenso a choques, em que os governos enfraquecem, os criminosos prosperam, e as inovações perigosas emergem, choques devastadores como o 11 de setembro, o tsunami do Sudeste Asiático de 2004 e o terremoto de 2010 no Haiti, certamente tinham preparado o mundo para os desastres súbitos. Mas ninguém estava preparado para um mundo em que catástrofes de grande dimensão ocorrem com uma freqüência de tirar o fôlego tal.

Os anos de 2010 a 2020 foram apelidados de "Década do Juízo" por um bom motivo:
O bombardeio Olímpico de 2012, que matou 13.000, foi seguido de perto por um terremoto na Indonésia que matou 40.000, um tsunami que quase exterminou a Nicarágua, e o início da Fome no Oeste da China, causada por uma sêca, uma vez-em-um-milênio ligados à mudança climática.

Não surpreendentemente, a esta série de catástrofes de aberturas assíncronas mortais (havia mais), uma pressão enorme sobre uma economia global já sobrecarregada que tinha entrado na década ainda em recessão. Ajuda humanitária maciça. Estas circunstâncias terríveis forçaram compensações difíceis.


Em 2015, os EUA realocaram uma grande parte de seus gastos com defesa de interesses nacionais, saindo para fora do Afeganistão, onde o Taleban tomou o poder, mais uma vez.
Na Europa, Ásia, América do Sul e África, mais e mais estados-nação perderam o controle das suas finanças públicas, juntamente com a capacidade de ajudar os seus cidadãos a manter a ordem, e disputas comerciais, juntamente com grave instabilidade econômica .

Escassez de recursos e estresses climáticos, empurraram muitas alianças e parcerias para o ponto de ruptura, mas também provocaram guerras por procura de recursos naturais em partes do mundo ricas em desenvolvimento e baixo nível de conflito . Nações levantaram barreiras comerciais para proteger seus setores nacionais contra as importações e em face da escassez mundial de alimentos e de recursos para reduzir as exportações de produtos agrícolas e outras commodities.

(EXTRATO TIRADO DA PÁGINA 34 DO DOCUMENTO EM PDF QUE ESTÁ DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD NA PÁGINA DA FUNDAÇÃO ROCKFELLER)

Fonte: https://sites.google.com/site/oprofetamundial2/o-proximo-atentado-terrorista

segunda-feira, 9 de julho de 2012

"I, Pet Goat II" e seu Simbolismo Esotérico!

"I Pet Goat II" é um video de animação de computador que esta carregado com mensagens silenciosas e simbolismo esotérico. Cada símbolo conta uma parte de uma história que abrange os campos da história, política, consiprações ocultas e espiritualidade.



 Seguem links para algumas possíveis interpretações deste vídeo.

http://danizudo.blogspot.com.br/2012/07/o-simbolismo-esoterico-no-video-viral-i.html

Estes links abaixo são explicações em inglês:
http://www.youtube.com/watch?v=VNORcQURDHk&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=wGkFPqS6PbU&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=RO8QsK6KzbE&feature=relmfu

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Ex-presidente dos EUA teve três encontros com extraterrestres, diz ex-assessor

O ex-presidente norte-americano Dwight D. Eisenhower teve encontros secretos com extraterrestres, segundo informou um dos ex-assessores do político americano, Timothy Good.

O político norte-americano Dwight D. Eisenhower
Segundo ele, o ex-presidente teria se encontrado três vezes com seres de "outro planeta" (Eles querem que acreditemos que são seres de outro planeta, mas tudo indica que são de outra dimensão), na base aérea do Novo México, em 1954, na presença de agentes do FBI. O encontro teria sido marcado por meio do envio de mensagens telepáticas, como informa o jornal britânico "Daily Mail".

Timothy Good é ex-congressista e um dos consultores do Pentágono. Ele fez a revelação ao apresentador da BBC2, Frank Skinner, no programa Opinionated. No ar, ele deixou claro que autoridades em todo o mundo mantêm contato regular com extraterrestres há décadas.

"Aliens têm feito contato formal e informal com os humanos em todo o mundo e em todas as esferas da vida", completou ele.

Eisenhower foi presidente dos EUA de1953 a 1961 e era conhecido pela forte crença na vida em outros planetas e era um grande interessadao em desenvolver o programa espacial dos EUA.
Para encobrir os encontros na época, o governo informou que o ex-presidente estava em uma viagem de férias em Palm Springs, na Califórnia.

Segundo Good, o ex-presidente se encontrou com aliens de aparência nórdica e depois com outros que diziam pertencer ao grupo chamado "Alien Greys".

"Nós sabemos que 90% dos registros de OVNIs podem ser explicados de modo convencional. No entanto, eu diria que milhões de pessoas em todo o mundo já viram, realmente, uma coisa real", diz Good.
Fonte: http://www.cubbrasil.net/index.php?option=com_content&task=view&id=4522&Itemid=108

domingo, 1 de julho de 2012

Criando “seres humanos que obedeceriam”

Bella Dodd foi uma líder do Partido Comunista dos Estados Unidos da America (CPUSA) nos anos 30 e 40. Seu livro, “School of Darkness” (1954), revela que o comunismo era um artifício perpetrado por financistas “para controlar o homem comum” e promover a tirania mundial. Naturalmente, este importante livro está esgotado e fora das livrarias (N. do T.: eu o encontrei através de “interlibrary loan” [serviços entre bibliotecas]).


Bella Dodd nasceu Maria Asunta Isabella Visono, na Itália, em 1904. Mulher brilhante e dedicada, ela obteve a graduação na Hunter College e na NYU Law School. Tornou-se chefe da New York State Teachers Union e foi membro do Conselho Nacional do CPUSA até 1949.

Dodd descreve o comunismo como “um estranho culto secreto” cujo objetivo é destruir a civilização ocidental (isto é, cristã). Milhões de idiotas idealistas (“inocentes”) são enganados pelo discurso de ajuda aos pobres, mas que se preocupa somente com o poder. Por exemplo, Dodd constatou que não havia pesquisa social nas sedes do partido. “Nós somos um partido revolucionário, não um partido reformista”, ela foi informada. (p. 163).

Criando “seres humanos que obedeceriam”

O Partido Comunista age através da infiltração e subversão de instituições sociais como igrejas, escolas, mídia e administração pública. O objetivo era “criar novos modelos de seres humanos que obedeceriam ao projeto de mundo que eles piamente esperavam controlar” (p.162).

Por exemplo, Dodd revela que 1.100 membros do Partido Comunista dos Estados Unidos se tornaram padres nos anos 1930. O sistema educacional também foi subvertido através do controle das associações de professores e das sociedades científicas. Apenas pessoas que aceitavam a “materialista, a coletiva e internacional luta de classes” eram promovidos.

O partido fez o que pôde para induzir as mulheres a entrarem na indústria. Seus estilistas de moda criaram modelos próprios para elas e compositores escreveram músicas especiais para estimulá-las... As condições do período de guerra, eles planejavam, se tornariam uma parte permanente do futuro programa educacional. Era para fazer antiquada a família burguesa enquanto unidade social”.

Não haveria família, mas o Partido e o Estado. Dodd ajudou a organizar o “Congresso de Mulheres Americanas”, um precursor do movimento feminista. “Uma vez que era, supostamente, um movimento por paz, atraiu muitas mulheres. Mas era realmente apenas uma renovada ofensiva para controlar as mulheres americanas... Como a juventude e os grupos de minorias, elas eram consideradas uma reserva de forças da revolução, porque eram manipuladas mais facilmente por apelos emocionais” (ps. 194-195).

Subversão dos Estados Unidos concluída nos anos 30

Quando Franklin Delano Roosevelt reconheceu a Rússia em 1933, ele deliberadamente fechou os olhos para o programa massivo de espionagem e subversão do Partido Comunista dos Estados Unidos. Os liberais negaram que isto havia acontecido e se queixaram de “caça às bruxas”. Adivinhem? A “direita fanática” estava correta. Um novo livro, “The Secret World of Americam Communism”, baseado nos arquivos do Kremlin abertos recentemente, confirma que o Partido Comunista dos Estados Unidos era um fantoche de Moscou, e as administrações Roosevelt e Truman foram praticamente conduzidas por agentes soviéticos: Alger Hiss, Harry Hopkins e Harry Dexter White, para nomear alguns.

Os anos de guerra viram o CPUSA efetivamente renunciar a luta de classes e juntar-se ao tão falado “Roosevelt camp of progress” que incluía “capitalistas progressistas”.

O Partido Comunista agora assumiu a responsabilidade de estabelecer uma disciplina rígida sobre a classe trabalhadora. Nenhum empregador foi mais efetivo ou mais rígido em fiscalizar greves entre os trabalhadores, ou minimizar queixas... os salários subiram um pouco durante estes anos, mas não podiam ser comparados com a ascensão dos lucros e no controle monopolístico das necessidades básicas... a produção da guerra estava principalmente nas mãos de dez grandes corporações... Os comunistas cuidadosamente abafaram esta informação” (p. 153).

Os anos de guerra viram uma incrível coordenação entre o Partido Comunista e a elite financeira americana. A elite financiou uma sofisticada agência de propaganda chamada Russian Institute, no Park Ave, na Rua 680, do Council on Foreign Relations de Rockfeller. Aqui “nomes famosos como Vanderbilt, Lamon, Whitney and Morgan associaram-se aos dos líderes comunistas” (p. 153).

Por causa da insistência de Roosevelt, Stálin “dissolveu” o Komintern com o objetivo de fazer o CPUSA parecer um partido americano. O líder do CPUSA, Earl Browder, obteve destaque nacional e deu consultoria junto ao gabinete de ministros do Roosevelt senior.

Os esforços da junta de guerra EUA-Rússia foram para ser a base da nova ordem mundial. Porém, inexplicavelmente, a política mudou e Browder instantaneamente se transformou em uma não-pessoa. Aparentemente a elite financeira tinha decidido que não era o tempo certo para um governo mundial. A Guerra Fria seria muito mais lucrativa. Dodd disse que no futuro o Partido frequentemente se oporia não somente ao governo, mas também aos trabalhadores americanos.

“Agora eu vejo que com as melhores intenções e um desejo de servir aos trabalhadores... eu, e milhares como eu, tínhamos sido levados a trair aquelas pessoas... Estive ao lado daqueles que procuraram a destruição do meu próprio país”. (p. 229) Como um rato assustado, os membros do CPUSA correram para adotar um Partido de outro alinhamento. Dodd tentou abandonar, mas a ela foi dito: “Ninguém deixa o Partido. Você morre ou é jogada fora”.

No final Dodd foi expelida e manchada como “antinegro, anti-porto-riquenha, antissemita, anti-trabalhista e uma defensora dos senhores da terra” (p. 220) Soa familiar? Depois de mais de vinte anos de sacrifício incansável, ela estava sem a família e sem os amigos. O Partido tinha sido sua família. “Os ódios dele tornaram-se os meus ódios”.

“Esta é a chave da escravidão mental da humanidade. O individual é transformado em nada... ele opera como uma parte física de um alto grupo de inteligência... ele não tinha consciência dos planos que um alto grupo de inteligência tinha para utilizá-lo”. (p. 158)

 
“Um poder mundial secreto bem formulado”


 Bella Dodd foi discreta com relação às pessoas por trás do Partido Comunista. Ela uma vez conversou pelo telefone com dois multimilionários que viviam no Waldorf Towers supondo que tinha perdido contato com Moscou. Em outro lugar, ela se refere a “um poder mundial secreto bem formulado”. Estava obviamente com medo de ser franca. Ela suspeita que o “suicídio” de um líder do CPUSA era, de fato, um assassinato.

Porém, Dodd deixa escapar uma pista. Ela afirma que um dos nove andares da sede própria do partido – na 35 E. 12th St. – era reservado para os negócios do CPUSA. O sexto piso mantinha “os escritórios de publicação do jornal Yiddish, do Freiheit, e do “Jewish Commission”. (p. 162) Na verdade os judeus eram proeminentes entre os joguetes comunistas.

“O que agora fica claro para mim era o conluio entre duas forças: os comunistas com o seu projeto de controle mundial, e certas forças mercenárias do mundo livre empenhadas em lucrar através do sangue” (p. 229)

Como “uma parte deste quebra-cabeça que enfim tornou-se uma figura”, Dodd conta a história, uma entre “centenas de outras”, do navio “Erica Reed”. Durante a Guerra Civil espanhola, os americanos doaram dinheiro para carregar a embarcação com suprimentos médicos e comida para a Espanha. No entanto, os comunistas desviaram o navio para a Rússia. (p. 89)

Censura é fundamental para os comunistas, diz Dodd. “Eu frequentemente via líderes retirarem livros das estantes das casas e advertirem os membros a destruí-los”. (p. 223)

O comunismo é essencialmente um sistema de controle traiçoeiro de uma elite internacional. Ele não foi destruído durante a era McCarthy. Antes foi transformado em “Nova Esquerda”, “Contra-cultura”, “Direitos Civis”, “Anti-Guerra”, “Movimentos de Libertação da Mulher”, e depois em uma massa de ONG’s patrocinadas, em mídia, em facções dos partidos Democrata e Republicano, liberal, sionista, trabalhador, e grupos de direitos gays. Como o próprio CPUSA, estes grupos são controlados desde cima de modo que os seus membros estão inconscientemente sendo usados.

Diante da objeção de que alguns dos grupos mencionados se opõem à globalização, Dodd cita exemplos em que o Partido Comunista dos Estados Unidos ostensivamente apoiou causas que eles pretendiam sabotar. (p. 205).

Em conclusão, o comunismo era/é um projeto desenhado para substituir a conspiração dos ricos pelo governo divino. É uma fraude utópica promovida pelos ricos para frustrar os sonhos da pessoa comum e ceifar o progresso humano. A mesma conspiração está por trás da maioria das guerras, incluindo o iminente ataque contra o Iraque.

Um precursor da Nova Ordem Mundial, o comunismo abraça a irmandade, a paz e a igualdade com o objetivo de nos enganar. Isto tem controlado os olhos, os ouvidos, a mente e o espírito da sociedade. Muito do que é tido como verdade na mídia e nas escolas faz parte deste monstruoso ardil. A expressão “politicamente correto”, amplamente utilizada na América, é um antigo termo do Partido Comunista. A maior parte dos nossos políticos são traidores.

O feminismo é comunista na origem e no espírito. Ele pretende defender as mulheres, mas, de fato neutraliza ambos os sexos e destrói a unidade social básica, a família. A promoção da homossexualidade como uma “escolha de vida” para heterossexuais é parte também desta descarada fraude elitista projetada para “criar novos tipos de seres humanos que serão sujeitados...”

A civilização ocidental é como uma embarcação errante no mar do mal, embora os tripulantes estejam muito enganados e distraídos para perceberem isto. Bella Dodd teve a coragem de soar o alarme há 50 anos. Nunca é tarde para iniciar a resistência à tirania.

Não há botes salva-vidas.