quinta-feira, 9 de junho de 2011

E.coli, resultado da bio-engenharia?

Surgiu um surto de e.coli na Europa que já causou a morte de diversas pessoas na Alemanha. Mas o que é a e.coli? Trata-se de uma bactéria (Escherichia coli) que habita no intestino do homem e de outros animais de sangue quente. É uma das mais antigas e conhecidas bactérias simbiontes do homem.
Portanto, trata-se de uma bactéria de origem animal e não vegetal. Estes poderão ter sido contaminados (através de fezes) mas não são a real origem do problema.

Estudos conduzidos no Robert Koch Institute na Alemanha mostram uma nova estirpe da bactéria que é resistente a 8 diferentes classes de antibióticos, tornando-a numa super bactéria.

A reconstituição do genoma desta bactéria e as suas características peculiares demonstram que esta não poderia ser o resultado de uma mutação natural, o que se conclui que ela é o resultado de bio- engenharia.

Ver o artigo em inglês Natural News.

Trata-se de uma típica manobra “Problema/Reacção/Solução”.

Sempre que querem impor novas leis reguladoras, constroem um desastre acompanhado por uma campanha de medo.

Apesar do surto ter aparecido na Alemanha, esta apressou-se a culpar os produtos espanhóis, verificando-se mais tarde que estes não apresentavam qualquer vestígio da bactéria.

Mas foi o suficiente para destruir parte da economia agrícola espanhola em menos de uma semana.

Se levarmos em consideração o fato de que a Espanha tem se imposto contra a entrada de produtos geneticamente alterados (que os Estados Unidos através da empresa Monsanto tentam introduzir na Europa), poderemos compreender que se trata de uma retaliação económica contra Espanha.

Mas não só, trata-se também de um ato de guerra biológica e alimentar contra uma população indefesa, além de colocar em perigo todo um conjunto de pequemos agricultores e os próprios produtos vegetais.

O medo espalhou-se rapidamente fazendo cair drasticamente o consumo de certos vegetais em vários países europeus. Começou pelo pepino, continuou com o tomate, falam também de rebentos de soja, será o que eles apontarem.

Estão criarndo a ideia de que os vegetais são perigosos e que a sua produção precisa ser controlada.

Aparecerão novas normas de controle de vegetais e produtos agrícolas que dificultarão a vida dos pequenos agricultores e impedirão o seu cultivo sem supervisão, contribuindo para a ampliação do monopólio alimentar de algumas empresas.

Será também mais um passo para a sua agenda de diminuição da população enquanto consolidam o seu império económico.

Difícil de acreditar?

Ainda recentemente foi proibido o comércio e a venda de ervas medicinais na União Europeia, restringindo muitas medicinas alternativas e obrigando a população a ficar dependente da grande indústria farmacêutica e de seus abutres.

Aos poucos vão abolindo tudo aquilo que nos faz bem por aquilo que nos envenenará lentamente para nos dar tempo para comprar as suas drogas para nos intoxicar ainda mais.

É inacreditável a frieza e a imoralidade dos seus planos. E para terem a certeza dos seus resultados, atacam em várias frentes e com diversas armas. Utilizam o controle climático para destruir grandes áreas agrícolas, a crise financeira para tornar as populações mais dependentes, ataques biológicos para espalhar doenças e a imprensa para criar a ilusão que são tudo fenómenos naturais e que eles farão tudo para solucionar os problemas das pessoas.

Ainda acredita?

Fonte: Olhar X Ver

Nenhum comentário:

Postar um comentário