quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Decida por “Livre e Espontânea PRESSÃO"!

Dois reveses para o “aquecimentismo”

O radicalismo ambientalista relacionado às mudanças climáticas sofreu dois duros golpes nos últimos dias (além da neve arrasadora no hemisfério norte!).

O primeiro foi a divulgação de um novo e razoavelmente sóbrio guia sobre o assunto pela venerável Royal Society britânica, em substituição a um documento anterior que enfatizava a suposta responsabilidade humana no fenômeno. O segundo foi a maciça reação contrária a um estarrecedor vídeo de propaganda que sobre emissões de carbono.

Na sexta-feira (01/outubro/2010) a ONG britânica 10:10, que promove uma campanha internacional para a redução de 10% das emissões de carbono por ano, cometeu o que já se apresenta como candidato quase imbatível ao título de tiro no pé da década, ao colocar em seu site um filmete de propaganda da campanha. O problema é que o vídeo de pouco menos de quatro minutos, cujo roteiro foi elaborado pelo célebre cineasta inglês Richard Curtis (de Quatro Casamentos e Um Funeral»), provocou a indignação generalizada em quem o assistiu, ao mostrar os «cruzados do carbono» explodindo pessoas que não aderissem à campanha, após alegarem que não havia pressão alguma (o filmete se chama «No Pressure») para tanto. A cena mais bizarra é a de uma professora secundária que explode dois alunos recalcitrantes, ao apertar um botão, espalhando sangue e pedaços de carne entre os demais alunos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário