quarta-feira, 28 de julho de 2010

Stallone Está Certo

A declaração do ator de "Rambo" é a coisa mais verdadeira que alguém disse sobre o Brasil nos últimos anos: este é um país de covardes, que preferem antes bajular os seus agressores do que tomar uma providência para detê-los.

A mídia inteira está brabíssima com o ator Sylvester Stallone porque ele disse que no Brasil você pode explodir o país e as pessoas ainda lhe agradecem, dando-lhe de quebra um macaco de presente. Alguns enfezados chegaram até a resmungar que com isso o ator estava nos chamando de macacos - evidenciando claramente que não sentem a diferença entre dar um macaco e ser um macaco.


Da minha parte, garanto que Stallone só pecou por eufemismo. Macaco? Por que só macaco? Exploda o País e os brasileiros lhe dão macaco, tatu, capivara, onça pintada, arara, cacatua, colibri, a fauna nacional inteira, mais um vale-transporte, uma quota no Fome Zero, assistência médica de graça, um ingresso para o próximo show do Caetano Veloso e um pacote de ações da Bolsa de Valores.

Exploda o País como o fazem as Farc, treinando assassinos para dizimar a população, e o governo lhe dá cidadania brasileira, emprego público para a sua mulher e imunidade contra investigações constrangedoras. Sequestre um brasileiro rico e cinco minutos depois os outros ricos estão nas ruas clamando pela libertação - não do sequestrado, mas do sequestrador (passado algum tempo, o próprio sequestrado convida você para um jantar na mansão dele). Crie uma gigantesca organização clandestina, armando com partidos legais uma rede de proteção para organizações criminosas, e a grande mídia lhe dará todas as garantias de discrição e silêncio para que o excelente negócio possa progredir em paz; sobretudo, ninguém, ninguém jamais perguntará quem paga a brincadeira. Tire do lixo o cadáver do comunismo, dando-lhe nova vida em escala continental, e os capitalistas o encherão de dinheiro e até se inscreverão no seu partido, alardeando que você mudou e agora é neoliberal. Crie a maior dívida interna de todos os tempos, e seus próprios credores serão os primeiros a dizer que você restaurou a economia nacional. Encha de dinheiro os invasores de terras, para que eles possam invadir mais terras ainda, e até os donos de terras o aplaudirão porque você "conteve a sanha dos radicais". Mande abortar milhões de bebês, e os próprios bispos católicos taparão a boca de quem fale mal de você. Mande seu partido acusar as Forças Armadas de todos os crimes possíveis e imagináveis, e os oficiais militares, além de condecorar você, sua esposa e todos os seus cupinchas, ainda votarão em você nas eleições presidenciais. Destrua a carreira de um presidente "direitista" e alguns anos depois ele estará trocando beijinhos com você e cavando votos para a sua candidata comunista no interior de Alagoas.

Um macaco? Um desprezível macaquinho? Que é isso, Stallone? Você não sabe de quanta gratidão, de quanta generosidade o brasileiro é capaz, quando você bate nele para valer.

Fora essa ressalva quantitativa, no entanto, a declaração do ator de "Rambo" é a coisa mais verdadeira que alguém disse sobre o Brasil nos últimos anos: este é um país de covardes, que preferem antes bajular os seus agressores do que tomar uma providência para detê-los.

O clássico estudo de Paulo Mercadante, A Consciência Conservadora no Brasil, já expunha a tendência crônica das nossas classes altas, de tudo resolver pela conciliação. Mas a conciliação, quando ultrapassa os limites da razoabilidade e da decência, chega àquele extremo de puxa-saquismo masoquista em que o sujeito se mata só para agradar a quem quer matá-lo.

Curiosamente, muitos dos que se entregam a essa conduta abjeta alegam que o fazem por esperteza, citando a regra de Maquiavel: se você não pode vencer o adversário, deve aderir ao partido dele. Esses cretinos não sabem que, em política prática, Maquiavel foi um pobre coitado, que sempre apostou no lado perdedor e terminou muito mal. A pose de malícia esconde, muitas vezes, uma ingenuidade patética.

Olavo de Carvalho | 28 Julho 2010

sábado, 24 de julho de 2010

Lula nega o pátrio-poder aos pais e mães

Lei da Palmada é uma bofetada na face dos pais brasileiros

 Sim, caro leitor, ao pretensamente defender as crianças de palmadas de seus pais, o governo Lula acaba de desferir na face destes uma violenta bofetada. Ele o fez ao negar o pátrio-poder através desse infeliz decreto 2654/2003 (na mesma linha do PNDH-3), afirmando implicitamente que a educação dos filhos é atribuição do Estado, achando que pode ditar normas aos pais e mães.

O que é falso, porque a instituição familiar antecede o Estado e não pode ser invadida por ele! Isso só acontece nos regimes totalitários, nas ditaduras. É com medidas assim que se põe em execução o extenso e dramático Programa Nacional de "Direitos" Humanos (PNDH).

Sem se incomodar com a contradição, o mesmo PNDH-3 defende o aborto. Ou seja, antes de nascer, aquela mesma criança, contra a qual não se admite sequer uma palmada dos pais, pode ser brutalmente triturada com o consentimento da mãe!

Vemos assim dois direitos fundamentais da pessoa humana sendo negados por um "Programa" destinado em princípio a defender os direitos humanos: o pátrio-poder e o direito à vida... menos importante que uma palmada!


Proposição: PL-2654/2003
Autor: Maria do Rosário - PT /RS

Ementa: Dispõe sobre a alteração da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, o Estatuto da Criança e do Adolescente, e da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002, o Novo Código Civil, estabelecendo o direito da criança e do adolescente a não serem submetidos a qualquer forma de punição corporal, mediante a adoção de castigos moderados ou imoderados, sob a alegação de quaisquer propósitos, ainda que pedagógicos, e dá outras providências.

Explicação da Ementa: Proíbe qualquer forma de castigo físico em criança e adolescente.


Talvez a autora e os apoiadores da eventual lei estejam bem intencionados. Mas, de qualquer forma, se equivocaram e erraram o alvo. Uma lei como esta desautorizaria os pais. Ao exercer sua autoridade de forma abusiva, o Estado esvazia de autoridade e infantiliza seus cidadãos. Isto é grave!

Embora haja poucos motivos para confiarmos nesse Congresso que aí está, esperamos que vozes com bom senso se ergam para impedir este projeto de virar lei.

A lei anti-palmada é o marxismo controlando o Estado e usando os filhos para controlar as famílias. No Estado marxista, os filhos pertencem ao governo e os pais são apenas meras babás a serviço do Estado. Aliás, no exato estilo marxista, o plano anti-família de Lula envolverá campanhas públicas de "conscientização", onde todos serão exortados a denunciar pais e mães disciplinadores. As campanhas também enfatizarão que todo castigo físico, mesmo uma leve palmadinha, é violência.

Que triste futuro nos aguarda se não gritarmos! Mais triste ainda é saber que assistentes sociais com lares desgovernados é que terão autoridade para empinar o nariz para impor as vontades e caprichos estatais sobre milhões de famílias, pois o Estado quer decretar o fim da liberdade de castigar birras. A impunidade que reina no governo de Lula, acobertando gravíssimas corrupções, agora será estendida a todas as crianças e adolescentes do Brasil.

Com a lei anti-palmada, bastará um telefonema anônimo, e a família denunciada de dar uma palmada ou chinelada vai para tratamento psiquiátrico à força. Vara de marmelo? Levará automaticamente para a cadeia todos os pais e mães que quiserem corrigir seus filhos -- o que, até hoje, foi sua função.

D-I-T-A-D-U-R-A !!!!!! (Aaaah, George Orwell deve estar se revirando na tumba...)

Grite! Esperneie! Não deixe que o absurdo projeto, assinado no dia 14 de julho pelo presidente Lula, se transforme em lei!!! Que mais virá após isso? O Grande Irmão??? A ingerência do Estado na vida privada passou dos limites!

Acorda, Brasil !!!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Aspartame é Genocídio

Vivemos numa sociedade onde as pessoas são alienadas e destruídas pelos mais diversos tipos de drogas, ilegais e "legalizadas". O Aspartame (adoçante sintético que infesta TODOS os produtos Diet ou Light, incluindo os "produtos naturais") é um veneno perigoso que nós ingerimos sem dar por isso.

O texto que transcrevo data de 1996. Desde então até hoje muitas vozes se têm levantado contra este genocídio mas, à semelhança do que acontece com as outras atrocidades impostas ao Mundo, também este meio de destuição do Mundo e da Humanidade continua a alastrar e a ser utilizado em todo o tipo de produtos para a alimentação.



Que sabor de VENENO você quer?

Aspartame: o veneno dos anos 90
TRADUÇÃO LIVRE por Beatriz Medina, Julho de 1996

O aspartame pode ser considerado a talidomida dos anos 90.
Com os nomes de NutraSweet, Finn, ZeroCal, Canderel e outras marcas comerciais, os adoçantes com aspartame são extremamente perigosos por estarem presentes em toda a parte: em alimentos dietéticos, supostamente saudáveis, e até mesmo em vitaminas para crianças; em remédios, pudins, gelatinas, rebuçados e adoçando o mais inocente cafezinho. É encontrado também na Diet Coke e em outros refrigerantes diet ou light.

O aspartame é uma neurotoxina, ou seja, uma droga que destrói o sistema nervoso e o cérebro. Esta molécula tem três componentes: ácido aspártico, fenilalanina e metanol. Já se comprovou que o ácido aspártico causa lesões cerebrais em experiências com animais.
A fenilalanina existente no aspartame é neurotóxica, quando isolada dos outros aminoácidos das proteínas. Facilita a ocorrência de ataques epilépticos e bloqueia a produção de serotonina, que é uma das substâncias existentes no cérebro para regular o sono. Níveis baixos de serotonina, além de insónia, provocam depressão, angústia, mau humor e até sintomas de paranóia.

Finalmente, o metanol — venenoso álcool de madeira que já cegou e matou milhares de pessoas — converte-se depois de ingerido em formaldeído e ácido fórmico (principal componente do veneno da picada das formigas). O formaldeído, neurotoxina mortal que fica armazenada no tecido adiposo, principalmente nos quadris e coxas, é usado para embalsamar cadáveres e é um violento cancerígeno.

Há 92 sintomas documentados de envenenamento por estes produtos, entre os quais encontramos:
1 - dores de cabeça
2 - ganho de peso
3 - alterações no nível de colesterol
4 - alterações na pressão sanguínea
5 - urticária
6 - dormência
7 - fadiga
8 - xeroftalmia (olhos secos)
9 - dificuldade de salivação
10 - irritabilidade
11 - ansiedade
12 - depressão
13 - visão borrada
14 - tonturas
15 - vertigens
16 - espasmos musculares
17 - ataques epilépticos
18 - taquicardia
19 - zumbido nos ouvidos
20 - perda de audição
21 - cegueira
22 - fala arrastada
23 - perda do paladar
24 - insônia.

Um dos efeitos mais sarcásticos do aspartame é o GANHO DE PESO. Pela sua acção sobre o cérebro, o aspartame faz com que a pessoa sinta mais desejo de comer carbo-hidratos — farinhas, açúcares, amido — e, assim, acaba engordando. Forma-se um círculo vicioso: a pessoa toma aspartame para emagrecer; mas passa a ingerir mais carbo-hidratos, e engorda; logo, ingere ainda mais alimentos com aspartame. A pessoa presa neste ciclo vicioso fica cada vez mais vulnerável aos efeitos letais da droga (aspartame) e mais dependente dela.

Se você usa aspartame e sente alguns do sintomas acima, você pode estar com o síndrome do aspartame.
Muitos médicos têm diagnosticado esclerose múltipla quando o que existe na realidade é intoxicação por metanol. Esclerose múltipla não mata, intoxicação por metanol sim.
Se não mata, engorda!

Algumas doenças provocadas pelo aspartame:
1 - tumores no cérebro e outros cânceres (seio, útero e pâncreas)
2 - esclerose múltipla
3 - epilepsia
4 - fibromialgia
5 - doença de Graves (disfunção grave da tiróide)
6 - síndrome da fadiga crónica
7 - doença de Epstein Barr
8 - doença de Parkinson
9 - doença de Alzheimer
10 - diabetes
11 - retardamento mental
12 - linfoma
13 - defeitos no feto
14 - lupus sistémico
15 - morte!

Na gravidez os efeitos do aspartame podem passar directamente para o feto, que é sensível a doses mínimas. O tecido fetal não tolera o metanol.
O médico americano Dr. James Bowen chama o aspartame de controle instantâneo da natalidade. A placenta pode concentrar a fenilalanina e provocar retardamento mental.

Testes com aspartame em animais produziram tumores cerebrais e mamários.

Não admira que o câncer ou cancro de mama e a epilepsia estejam crescendo nos Estados Unidos.

Muito grave também é o efeito devastador do aspartame sobre os diabéticos. O Dr. H. J. Roberts (especialista americano em aspartame e em diabetes), relatou, num artigo, 58 casos de reacções adversas ao aspartame em diabéticos.


ESTUDO DOS EFEITOS DO ASPARTAME
Em 1969, a Searle contratou o Dr. Harry Waisman para estudar os efeitos do aspartame em primatas. Sete bebés macacos receberam o produto no leite. Um morreu em 300 dias; cinco outros tiveram ataques epilépticos. A Searle eliminou estes resultados quando submeteu o estudo à Food and Drug Administration (FDA), órgão do governo americano que estuda e aprova, para consumo humano, alimentos, aditivos e remédios.
Muitos dizem que o aspartame não pode fazer tanto mal, visto que foi aprovado pela FDA. Quanto a isso, é bom conhecer alguns dados. Vários estudos comprovam que 51% das drogas aprovadas pela FDA apresentam riscos sérios e podem causar reacções adversas que levam à invalidez ou até à morte.

Até 1996, a FDA recebeu mais de 10.000 queixas de consumidores contra o NutraSweet. Isso corresponde a 80% do total de queixas sobre aditivos alimentares, mas a FDA nada faz para alertar o público, que supõe que um produto tão anunciado como saudável deve ser seguro. Não seria a primeira vez que a FDA aprovou uma droga nociva.

Pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT) observaram 80 pessoas que sofreram ataques cerebrais depois de comerem ou beberem produtos com aspartame. O Community Nutrition Institute declarou a respeito: "Estes 80 casos ajustam-se à definição da FDA de risco iminente para a saúde pública, que exige da própria FDA

domingo, 18 de julho de 2010

Lula entrega o Brasil nas mãos dos Illuminati

Presidente Lula entrega o Brasil nas mãos dos Illuminati para fazer parte do plano da Nova Ordem Mundial e conseguir uma cadeira na ONU.

Eu sempre desconfiei do Brasil ter saído do buraco tão rápido, de David Rockfeller ter interesse no Brasil e ter comprado uma fazenda aqui no Mato Grosso, da filha dele fazer trabalho filantrópico nas favelas do RJ, do presidente Lula estar obtendo mais destaques em todo o mundo do que mesmo o presidente americano Barack Obama, do único presidente do Brasil ter uma foto entre os maiores líderes mundiais e inclusive sentado ao lado da Rainha Elisabeth, e agora o Lula está acenando para todas as pessoas com o símbolo satânico reconhecido como louvor a satanás , símbolo de muitos rockeiros e de pessoas que frequentam as sociedades secretas.

Vamos ver mais abaixo o pacto feito por Lula, a estes supostos pertencentes a seita de Báb, Baha’u’llah e Abdu’l’bahá.


Membros da Assembléia Espiritual Nacional do Brasil têm reunião com o recém-eleito Presidente do Brasil Nós estamos felizes em informar que o Sr. Luís Inácio Lula da Silva, candidato do Partido dos Trabalhadores e eleito Presidente no último dia 27 de outubro recebeu uma delegação de quatro membros da Assembléia Espiritual Nacional do Brasil (…) A reunião foi caracterizada por extrema cordialidade e os seguintes documentos foram oferecidos a ele com breve comentários de parte de cada um dos representantes bahá’ís na reunião:

- Os Sete Vales: O principal livro para preparar a humanidade em aceitar a nova ordem mundial chama-se “os sete vales.”
- O documento sobre Bahá’u'lláh
- A Prosperidade da Humanidade
- A Promessa da Paz Mundial
- Momento Decisivo para Todas as Nações
- O documento preparado pela Assembléia Espiritual Nacional do Brasil para a eleições de 1995 com sugestões para os novos Presidente, Governadores e Parlamentares.


Fonte: ABEN




quarta-feira, 14 de julho de 2010

PÃO E CIRCO

A escravidão do tempo do Império Romano gerou grande desemprego na zona rural, pois muitos camponeses perderam seus empregos. Esta massa de desempregados migrou para as cidades romanas em busca de empregos e melhores condições de vida. Receoso de que pudesse acontecer alguma revolta de desempregados, o imperador criou a política do "Pão e Circo" (panem et circenses). Esta consistia em oferecer aos romanos alimentação e diversão. Quase todos os dias ocorriam lutas de gladiadores nos estádios (o mais famoso foi o Coliseu de Roma), onde eram distribuídos alimentos. O objetivo era alcançado, já que ao mesmo tempo em que a população se distraia e se alimentava, também esquecia os problemas e não pensava em rebelar-se. Foram feitas tantas festas para manter a população sob controle que o calendário romano chegou a ter 175 feriados por ano.

Qualquer semelhança com o Brasil de hoje é mera coincidência?? Aqui o crescimento urbano gerou, gera e continuará gerando problemas sociais. A quantidade de comunidades carentes de tudo (também conhecidas como favelas) cresce desenfreadamente e a condição de vida da maioria da população é difícil. O nosso governo, tentando manter a população calma e evitar que as massas se rebelem, criou o "Bolsa Família", entre outras bolsas, que engambela os economicamente desfavorecidos e deixa todos que recebem o agrado muito felizes e agradecidos.

O motivo de dar dinheiro ao povo é o mesmo dos imperadores ao darem pão aos romanos. Enquanto fazem maracutaias e pegam dinheiro público para si, distraem a população com mensalidades gratuitas. Estes programas sociais até fariam sentido se também fossem realizados investimentos reais na saúde, educação e qualificação da mão-de-obra, como cursos profissionalizantes e universidades gratuitas de qualidade para os jovens. Aquela velha frase "não se dá o peixe, se ensina a pescar" pode ser definida como princípio básico de desenvolvimento em qualquer sociedade.


E, ao invés dos circos romanos, dos gladiadores lutando no Coliseu, temos nossos estádios de futebol e seus times milionários. O brasileiro é apaixonado por este esporte assim como os romanos iam em peso com suas melhores roupas assistir as lutas nos seus estádios. O efeito político também é o mesmo nas duas épocas: os problemas são esquecidos e só pensamos nos resultados das partidas.

A saída desta dependência é a educação e escolas existem em nosso país, mas há muito que melhorar. Proporcionar educação de qualidade é um dever do estado, é nosso direito, mas estamos acomodados e acostumados a ver estudantes de escolas públicas sem oportunidades de avançar em seus estudos, e consideramos o nível superior como algo para poucos e privilegiados (apenas 5% da população chega lá). Isso sem falar que o regime de cotas é uma piada, pois tapa o sol com uma peneira!

Precisamos mudar nossos conceitos e ver que nunca é tarde para exigirmos nossos direitos. Somente com educação séria e cultura útil os brasileiros podem prescindir de doações e, assim, se desligar desse vínculo com o "pão e circo", pois o desenvolvimento intelectual é o meio para se reduzir a pobreza e também para formar cidadãos de todas as classes "com cérebro".

As eleições deste ano estão se aproximando. Seu voto é muito importante. Seja um eleitor consciente. Pesquise a vida dos seus candidatos!

terça-feira, 13 de julho de 2010

Copa do Mundo - O Melhor Exemplo da Política Pão e Circo

Como irão notar, esse artigo foi escrito no dia 07/06 antes das semifinais da copa. O autor fala sobre a Espanha ganhando a copa, mas prevê que quem perde pra eles é a Alemanha. Nós sabemos que a Alemanha acabou saindo antes da final. Mas isso não atrapalha o argumento muito interessante do autor. Confira!

julho 7th, 2010
Author: Ecocidio


OS RESULTADOS MANIPULADOS DOS ILLUMINATI

Quando o Brasil iniciou o segundo tempo da partida contra a Holanda, com o placar ainda em 1x0, mas com uma postura totalmente distinta da do primeiro tempo, uma equipe sem-espírito, achei algo estranho. Quando até o Lúcio, exemplo de jogador raçudo, que se empenha em todos os momentos, entrou fraquinho no segundo tempo, é de se suspeitar de marmelada, principalmente depois da venda da Copa de 1998 para a França, feita pelo Ricardo Teixeira, presidente da Fifa. Pois bem, com aquele nosso "outro" time em campo, bastaram apenas oito minutos para o adversário marcar seu primeiro gol, e iniciar sua virada contra o Brasil. O segundo gol da Holanda me lembrou muito a partida contra a França em 1998, onde o Roberto Carlos cumpriu ordens e foi amarrar a chuteira, fazendo vista grossa para o gol que aconteceria.

A única diferença é que, no caso do BRA x HOL, toda a nossa defesa ficou absolutamente parada, também fazendo vista grossa. Mesmo assim, fiquei em dúvida sobre minha teoria, pois estávamos apenas nas quartas de final. A Fifa, para poder manipular o resultado, teria de influenciar todos os outros jogos. Fiquei acompanhando as partidas, e minha teoria foi se confirmando.

Uruguai e Gana pode ter sido o único jogo não manipulado. Mas realmente não havia necessidade, já que a partida não influenciaria na escolha da seleção campeã de 2010, que será a Espanha. Até o próprio técnico uruguaio teve o mesmo insight que tive, ao falar durante uma entrevista coletiva que "tinha consciência de que o Uruguai estava participando de uma festa da qual não havia sido convidado, mas tinha o direito de estar lá".

Argentina e Alemanha foi outro jogo suspeito. A Argentina simplesmente não se moveu nem criou boas chances e tomou uma sacolada, o que permitiu o confronto de hoje, ESP x ALE, fundamental para o desfecho de mais uma Copa manipulada.

Paraguai versus Espanha. Esse sim, foi o jogo-chave do falso espetáculo que o mundo está assistindo. Cardozo (e o Paraguai), forçado a ceder aos apelos da Fifa, bate o pênalti de forma displicente e previsível, que Casillas defende. Já o pênalti defendido pela seleção paraguaia apenas acelerou o resultado que aconteceria de qualquer forma, mesmo que nas prorrogações.

Chegadas as semifinais, duas partidas. De um lado da chave, Holanda e Uruguai, e do outro, o importante Espanha e Alemanha. HOL x URU serviu de aperitivo no espetáculo de origem romana, travestido de inglês. Tanto faz o resultado da partida, pois a final teria ou a inesperada Celeste ou a volta da Laranja Mecânica -uma volta no tempo de qualquer modo.
Finalmente a partida mais esperada até o momento, Alemanha e Espanha. De um lado, o país líder e falido da União Européia. Do outro, o furioso vulcão que é a Espanha, cujo povo é vanguardista na exposição das farsas político-econômicas e também exopolíticas. Se há um lugar que realmente está expondo toda a realidade dessa falsa matrix que vivemos, essa é a Espanha, cujo reinado é tão corrupto e manipulador quanto os demais reinados Illuminati espalhados na Europa.

É aqui que tudo se encaixa, e a derrota da Alemanha para a Espanha se explica. Se observarmos a Copa como ferramenta de manipulação de massas, o que está causando maior exposição dos controladores do mundo?

Sim, a Alemanha está em sérios problemas econômicos e ainda têm de bancar outros países, mas isso é abafado pela mídia mainstream. Mas o caso espanhol é diferente. O rei de lá fica criando seu dinheiro do ar para sustentar o campeonato de futebol mais caro do planeta, dentre outras coisas. É lá também que exposições sobre vida e experiências além planeta Terra são feitas desde a década de 70. O maior expositor dos Bilderbergs também vem daquele país, dentre vários outros exemplos. E essas atitudes do povo espanhol não são totalmente filtradas pela mídia mainstream e pelo governo. Como resultado, o mundo inteiro fica sabendo de uma imensa quantidade de informações que os Illuminati prefeririam manter ocultas, e, internamente, gera enorme descontentamento na população espanhola.

Pensando por essa ótica, fica fácil saber porque a Espanha será a vencedora dessa edição da copa.

Quando a Fifa negociou com o Brasil a derrota na Copa de 1998, o país perdeu para poder ser sede da Copa de 2014. E a França, vencedora, recebeu o "prêmio de alegrar toda uma nação, extremamente insatisfeita com a vida político-econômica de seu país", para que os Illuminati sionistas pudessem voltar a trabalhar com um pouco mais de tranquilidade.

Estamos vendo exatamente a mesma coisa, mais vez.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

10 Mandamentos da Nova Ordem Mundial?

Pedras da Georgia

É estranho, mas verdade. Nestas pedras está escrito – e ainda por cima como primeiro mandamento – que alguém deve fazer com que  70% da Humanidade desapareça. Alguém ou algo deve fazer com que passemos de 6,7 bilhões de seres humanos para 500 milhões.

As pedras da Georgia, foram construídas em 1979, a mandado de um  homem que – dizem-nos – se indentificou apenas com um “nick”, R.C. Christian. Ele disse que representava  um “grupo de homens que querem guiar a humanidade”. O “monumento” seria contruído em reconhecimento da filosofia de Thomas Paine *.
O que está escrito nas Pedras Guia da Geórgia?
Dez princípios, escritos em oito línguas modernas – das quais não faz parte nem o Português, nem o Grego, nem o Italiano, nem o Francês, nem o Alemão. São elas  English, Spanish, Swahili, Hindi, Hebrew, Arabic, Chinese, and Russian”:
1. Mantenham a humanidade abaixo de 500.000.000 num equilíbrio constante com a natureza.
2. Controlem a reprodução de maneira sábia – aperfeiçoando as condições físicas e a diversidade.
3. Unam a humanidade com uma nova Língua viva.
4. Rejam a paixão – fé – tradição – e todas as coisas com razão moderada.
5. Protejam povos e nações com leis e tribunais justos.
6. Permitam que todas as nações se rejam internamente, resolvendo disputas externas num Tribunal mundial.
7. Evitem leis insignificantes e governantes desnecessários.
8. Equilibrem direitos pessoais com deveres sociais.
9. Valorizem a verdade – beleza – amor – procurando a harmonia com o infinito.
10. Não sejam um cancro na terra – Deixem espaço para a natureza – Deixem espaço para a natureza.
Em inglês:
1. Maintain humanity under 500,000,000 in perpetual balance with nature.
2. Guide reproduction wisely – improving fitness and diversity.
3. Unite humanity with a living new language.
4. Rule passion – faith – tradition – and all things with tempered reason.
5. Protect people and nations with fair laws and just courts.
6. Let all nations rule internally resolving external disputes in a world court.
7. Avoid petty laws and useless officials.
8. Balance personal rights with social duties.
9. Prize truth – beauty – love – seeking harmony with the infinite.
10.Be not a cancer on the earth – Leave room for nature – Leave room for nature.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

A Bandeira do Três de Outubro

Não sei se estou ficando intransigente ou exigente, mas o fato que é tenho ficado irritado nesses dias ao ver bandeirinhas brasileiras nos carros que trafegam em nossas ruas. É porque não vi essas bandeirinhas nos carros na Semana da Pátria, ou no Dia da Independência. Parece que Brasil reduziu-se a um time de futebol; não é o país de que participamos e pelo qual torcemos.

Comentei isso no meu café de fim de manhã, no shopping ao lado da Globo, e uma moça que estava no balcão tentou explicar: "É que o futebol motiva mais os brasileiros que esses políticos que estão aí". "Você está certa - retruquei - mas a seleção de futebol é escolhida pelo Dunga, e esses políticos que aí estão, fomos nós que escolhemos."

A Copa nos mobiliza mais que a eleição de outubro. Só que a Copa não vai mudar o nosso futuro, nem o de nossos filhos e netos. A eleição de outubro vai. Se escolhermos a seleção errada - de deputados, senadores, governadores e presidente -, vamos todos pagar com uma piora ainda maior em nossa qualidade de vida. Teremos mais assaltos e homicídios, mais ladrões, mais corruptos, mais abandono de hospitais públicos, educação ainda pior... e por aí vai. O problema é que fica difícil escolher a quem passar nossa procuração, se os partidos não nos oferecerem bons candidatos.

A tentativa de barrar os fichas-sujas se frustrou. O restinho da esperança foi apagado no senado, quando o Senador Francisco Dornelles mudou o tempo de um verbo. Onde estava escrito que seriam impedidos de concorrer "os que tenham sido condenados" - subjuntivo passado - o senador substituiu por "os que forem condenados" - subjuntivo futuro. E aí, danamo-nos. Só vale para os que vierem a ser condenados. Por incrível coincidência, o senador é presiden te do PP , partido ao qual está filiado Paulo Maluf, que estariam entre os "que tinham sido" condenados, mas ainda não está entre os "que forem" condenados.

Voltando à bandeira, talvez não seja intransigência minha, mas uma marca da infância. Na minha cidade, na Semana da Pátria, as bandeiras iam para os mastros das casas. Eu acompanhava meu avô hastear a bandeira pela manhã e recolhê-la no por-do-sol. Talvez por isso eu faça o mesmo no topo do mirante de minha casa em Brasília, onde o símbolo do Brasil tremula sempre, o ano inteiro, em todos os fins-de-semana. Espero que não pensem, os desavisados, que está lá por causa de um campeonato mundial de futebol.

Depois da Copa, passaremos nós o Sete de Setembro ainda com a vibração verde-amarela??

Não esqueçamos que logo depois haverá o Três de Outubro, Dia da Eleição, dia do juízo, dia da separação dos bons e dos maus. Aquela, sim, será a partida decisiva.

(Alexandre Garcia, jornalista)

sábado, 3 de julho de 2010

Os Verdadeiros Motivos para Invasão no Iraque

Discurso de Mike PrysnerMike Prysner é um americano, veterano de guerra e co-fundador da "March Forward!" (www.MarchForward.org / http://www.counterpunch.org/prysner03122010.html).

Ele participou de um painel de debates que discutia a má gestão dos militares norte-americanos no Iraque e a prática do assassinato, as torturas, os abusos e o tratamento insolente contra os civis. Vale a pena assistir. Muito boa é a parte em que ele denuncia os interesses econômicos que estão por trás de todas guerras e das decisões dos governantes.




Assista a versão completa:Discurso de Mike Prysner